logo-ok.png

Quem Somos

É praticamente um consenso, nos dias atuais, que a construção civil precisa adotar estratégias radicais para inovação, buscando superar alguns de seus principais desafios, como aumento de produtividade, melhoria da qualidade e de satisfação dos usuários, redução dos impactos ambientais, especialmente a pegada de carbono, e menor geração de resíduos, com adoção e prática dos conceitos de economia circular.

Frente a esta constatação, USP e ABCP – esta em conjunto com o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC) – celebraram um Convênio de Cooperação Técnica para o desenvolvimento e a criação de ambientes cooperativos de inovação especializados na promoção de soluções inovadoras de construção digital, em particular para a cadeia de valor do cimento, que sejam competitivas para países em desenvolvimento, e que apresentem baixa pegada ambiental, alta produtividade e qualidade e difundam soluções bem como ações que preparem o setor e a sociedade para a transição para uma economia digital e circular.

O convênio ratifica a imprescindível integração e união – no campo da pesquisa aplicada -, entre academia e iniciativa privada e colabora de modo inequívoco com a missão da indústria do cimento de oferecer as melhores soluções em cimento e concreto para todos que se interessam pelo setor, base do desenvolvimento das cidades.

Parceria USP e ABCP

USP mantém um estreito relacionamento com empresas públicas e privadas, por meio de projetos de pesquisa e desenvolvimento e cursos de MBA, especialização e treinamento, em diversas áreas da engenharia, incluindo construção civil e materiais cimentícios. Em relação a instituições de ensino, órgãos públicos e sociedade em geral, a universidade atua na cooperação acadêmica em matéria de ensino, pesquisa, cultura e extensão, nos âmbitos nacional e internacional.

Especialmente através da Escola Politécnica (Poli USP) – que é também um centro de pesquisa e desenvolvimento no tema de materiais cimentícios – a USP mantém, há décadas, contratos de pesquisa com empresas da cadeia do cimento, bem como com associados da ABCP.

CICS (Centro de Inovação em Construção Sustentável), sediado na USP, tem como missão acelerar a pesquisa e a inovação da sustentabilidade na cadeia produtiva da construção, através de projetos de pesquisa em parceria com a sociedade.

A EPUSP opera também a EMBRAPII (Materiais para Construção Ecoeficiente), focada na cadeia de valor do cimento e da construção, que dispõe de capacitação e recursos para apoiar projetos de inovação realizados em conjunto com empresas industriais. Além disso, sedia o INCT – CEMtec (Tecnologias Cimentícias Eco-eficientes Avançadas), reunindo 6 universidades brasileiras, para tratar do tema de materiais cimentícios.

ABCP, por sua vez, está voltada ao fomento e à inovação que tratam da sustentabilidade ambiental, social e econômica dos sistemas construtivos à base de cimento. São programas e projetos – entre os quais CoprocessamentoVias ConcretasSoluções para CidadesComunidade da Construção, Parede de Concreto e Projeto Universidades – com cobertura nacional e em forma de redes capilares, comprometendo e engajando entidades privadas e públicas, bem como empresas da cadeia, totalizando mais de 1.000 organizações parceiras. Soma-se a isso a estrutura laboratorial de excelência da ABCP, conduzida por corpo profissional especializado e altamente competente em cimento, concreto, argamassa e artefatos cimentícios.

Desse modo, USP e ABCP, esta em conjunto com o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC)reúnem expertises e ações que, somadas, permitem alavancar a produção digital de componentes e a transferência de conhecimento e tecnologia para a cadeia produtiva da construção. Os resultados dessa iniciativa para a cadeia produtiva e para a sociedade propiciarão maior competitividade e qualidade, dentro dos padrões ambientais hoje vigentes.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.